Meu Diário Espiritual

Agora você pode dizer sem medo: meu Diário Espiritual. Ele é seu e só seu. Você pode tê-lo em sigilo. É um direito seu que os outros precisam respeitar. Se isso acontece com os outros tipos de diário, quanto mais com um Diário Espiritual! Somente o Padre ou o coordenador geral da casa poderá avaliar o seu diário espiritual. Seja homem bastante para ser sincero com você mesmo. Mais verdadeiro você será escrevendo tudo no diário espiritual, mais rápida será a sua restauração.

Isso vai ajuda-lo a respeitar seu próprio diário e a ter toda a liberdade de registrar nele tudo o que é importante para sua caminhada e crescimento espiritual. Será a sua caminhada o seu crescimento integral.

Fazer aqui uma dicotomia entre crescimento espiritual e crescimento pessoal seria muito prejudicial. Não há duas caminhadas. O pai o quer crescendo como Jesus: ´´em sabedoria, em estatura e em graça diante de Deus e diante dos homens´´ (LC2,25).

Não faça, portanto, do seu diário apenas uma coisa técnica. Muito menos um dever de casa. Ele é o seu diário espiritual. Além do trabalho bíblico, você vai registrando nele tudo o que Deus vai falando e fazendo em você.

Nele você vai assentando as palavras de Deus, as inspiração, as correções que ele lhe indica. Nele você pode colocar as experiências e acontecimentos espirituais que deram com você, os rumos que Deus lhe aponta, os propósitos que você toma.

Nele você registra a revisão e o balanço de vida que fizer o resultado dos seus retiros, encontros, leituras e até confissão e direção espiritual. Afinal, é o seu diário espiritual. Você não precisa e talvez nem deva ter dois diários: um diário bíblico e um pessoal. Não, você é uma só pessoa. Você faz uma caminhada única. Você passa pela graça de um único crescimento: o seu crescimento em Cristo. E nesse processo, a Palavra tem importância capital: por isso, o seu diário bíblico será seu único diário. Ele será também o registro da sua caminhada de oração. Nele, você assenta o resultado da sua escuta de Deus. Nele, você pode abrir o seu coração diante de Deus, dizendo a ele o que não diria a ninguém. Você estará falando com a pessoa certa. Muitas vezes, vamos precisar escrever o que não temos como e com quem falar. Para tudo isso, o seu diário espiritual é o seu diário. É um direito seu. É mais que justo. É uma necessidade.

Fiz questão de abrir um novo titulo para lhe dizer isso. É algo novo. É fruto da experiência. Experiente você também. Talvez você estivesse precisando desse empurrãozinho. BOM PROVEITO