Ano C - Evangelho de Lucas (Parte 2)

Quando e onde foi escrito o evangelho de Lucas?

A maioria dos autores considera o período compreendido os anos 70 e 90 como provável para composição de Lucas. Com relação ao lugar de composição, não há consenso entre os estudiosos, mas afirmam que certamente Lucas escreveu fora da Palestina.

 

O esquema do evangelho de Lucas?

O evangelho de Lucas consta de 24 capítulos. Os autores, em geral, apresentam o seguinte esquema:

Prólogo: 1,1-4

I - Do templo ao término do ministério da Galileia: 1,5 -9,50

A narrativa da infância: 1,5 -2,52

Preparação do ministério de Jesus: 3, 1-4,13

O ministério na Galileia: 4,14-9,50

II - O caminho da Galileia a Jerusalém:9,51-19,27

III - Os últimos dias do cristo padecente e ressuscitado em Jerusalém: 19,28-24,53

Ministério em Jerusalém: 19,28-21,38

A paixão: 22-23

Após a ressurreição: 24

A narrativa centraliza-se em Jerusalém, onde o evangelho começa e termina ("O caminho da Galileia a Jerusalém" ocupa dez capítulos) . A cidade santa é o lugar onde se deve realizar a salvação:

"Quando se completaram os dias de sua assunção, ele tomou resolutamente o caminho de Jerusalém" (9,51).

"Hoje, amanhã e depois de amanhã,devo prosseguir o meu caminho, pois não convém que um profeta pareça fora de Jerusalém" (13,33).

"Tomando consigo os Doze, disse-lhes: 'Eis que estamos subindo a Jerusalém e vai cumprir-se tudo o que foi escrito pelos profetas a respeito do Filho do Homem" (18,31).

 

Foi em Jerusalém que o evangelho começou (1,5) e é lá que ele deve terminar, pois é de lá que deve partir a evangelização do mundo:

"Eles se prostraram diate dele, e depois voltaram a Jerusalém com grande alegria" (24,52).

"Assim está escrito que o Messias devia sofrer e ressuscitar dos mortos ao terceiro dia, e que em seu nome fosse proclamada a conversão para a remissão dos pecadores a todas as nações, a começar por Jerusalém" (24,46-47).

"Sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Sanaria, e até os confins da terra" (At 1,8).

 

Na opinião de Lucas, a história do desígnio de Deus apresenta maravilhosa continuidade, desde o tempo de Israel até o tempo da igreja, passando pelo tempo de Jesus.É a mesma história da salvação que encontramos no discurso de Estêvão (At 7) ou no discurso de Paulo em Antioquia da Pisídia (At 13,16-22).

Esses dados nos permitem afirmar que o evangelho de Lucas não é uma biografia científica no sentido moderno do termo. É uma leitura dos acontecimentos á luz da Páscoa. É o que faz o próprio Jesus, após a ressurreição, em conversa com dois discípulos, no caminho de Emaús;

"Ele, então, lhes disse:'Ó insensatos e lentos de coração ara crer em tudo o que os profetas anunciaram! Não era preciso que o cristo sofresse tudo isso e entrasse em sua glória?' E começando por Moisés e por todos os profetas, interpretou-lhes em todas as escrituras o que a ele dizia respeito" (24,25-27).